Cigarro

A IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO TRATAMENTO DO TABAGISMO

11/03/2014

Muitas pessoas gostariam de largar o fumo, mas logo pensam que vão engordar. Temem que a ansiedade, consequência da abstenção, possa fazê-las ganhar peso, por isso muitas vezes diminuem a frequência do fumo e não param.

Estudos apontam que quatro entre cada cinco pessoas que param de fumar ganham algum peso. É importante saber que você pode parar de fumar e controlar o seu peso. Isso pode requere algum tempo e esforço, mas pode ser feito.

O mau hábito do uso do cigarro têm consequências em vários aspectos nutricionais, uma vez que o cigarro promove várias alterações corporais, tais como:

# Diminuição do apetite ao atuar no sistema nervoso central. Afeta a atividade da serotonina e dopamina, substâncias neurotransmissoras no controle da fome; na abstinência o indivíduo sente fome mais frequentemente;

# Alteração do paladar com a diminuição ao longo do tempo, das percepções olfativas e por consequência do aroma dos alimentos. Tal situação pode estar relacionada ao menor consumo de frutas e hortaliças, que normalmente o tabagista tem;

# Aumento da formação de radicais livres e, por consequência, da demanda de nutrientes antioxidantes, os quais estão presentes em diversos alimentos, principalmente os de origem vegetal;

# Aumento do efeito termogênico, ou seja, o cigarro pela presença de nicotina acelera o metabolismo corpóreo e ajuda a manter o peso. Ocorre o aumento do consumo de energia em cerca de 200 kcal ao dia;

# Todos esses efeitos são maléficos à saúde, mesmo este último. O controle de peso deve ser realizado a partir do conhecimento da boa alimentação. A ausência brusca do fumo gera ansiedade, que pode ser convertida em aumento da ingestão alimentar, e muitas vezes também alcóolica. Não substitua o cigarro por alimentos principalmente guloseimas, isso pode ser desastroso, já que são fontes de calorias e vazios de nutrientes. Com a melhora do paladar, tendemos consumir mais desses alimentos. Também como forma de “gratificação oral” pela perda do vício, buscamos comer mais doces. Dessa forma, temos que fugir desses alimentos buscando substituições mais saudáveis e procurando não“descontar” na comida a falta do cigarro.

A ajuda do nutricionista é importante para a obtenção de orientações sobre um plano alimentar a ser iniciado nesse processo.

Apresento agora alguns alimentos funcionais que irão atuar de forma positiva na diminuição da ansiedade e consequentemente auxiliar no controle de peso.

  1. ÁGUA: beba pelo menos 2 litros ao dia. Isso auxilia no trabalho de limpeza e desintoxicação do corpo, eliminando através da urina, toxinas acumuladas;
  2. ALFACE: controla a irritação, pois a lactucina presente no talo, funciona como calmante;
  3. AVEIA E CASTANHA DO PARÁ: o alto teor de selênio gera um potente antioxidante que elimina os radicais livres e atuam na preservação do sistema cardiovascular;
  4. BANANA E ABACATE: frutas riquíssimas em triptofano, precursor de serotonina, hormônio que atua na sensação de prazer e bem estar, garantindo sono tranquilo;
  5. FRUTAS CÍTRICAS: pesquisas têm associadoconsumo de vitamina C à diminuição de secreção de cortisol ( hormônio presente na resposta ao estresse). Diminuindo o quadro de estresse, diminui também a vontade de fumar;
  6. MEL: auxilia em uma maior produção de serotonina, que está ligada às alterações de humor;
  7. UVA: rica em resveratrol e vitaminas do complexo b, auxiliam no funcionamento do sistema nervoso central.
  8. FIGO E BATATA: ricos em zinco, esse mineral ajuda no processo de expulsão do dióxido de carbono;

Evite carne vermelha, café e bebida alcóolica. Estes alimentos estimulam o fumo.

A possibilidade de ganho de peso existe, mas nenhum peso adquirido justifica os malefícios do cigarro!!!!!

 

Nutricionista clínica funcional

Email: alessandrascutellaro@oi.com.br

CRN 05100931

 

lizanka