corrida blog hoje

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES NA PÓS-MENOPAUSA PRATICANTES DE CORRIDA DE RUA

14/04/2013

 

Rio de Janeiro

Março / 2013  

Fundação Oswaldo Cruz

Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira

Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher

 

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES NA

PÓS-MENOPAUSA PRATICANTES DE CORRIDA DE RUA

CARLOS EDUARDO DO CARMO RÜHL

  

Dissertação apresentada a Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher como parte dos requisitos para obtenção do Título de Mestre em Ciências da Saúde.

 

ORIENTAÇÃO: PROFᵃ DRᵃ LIZANKA PAOLA FIGUEIREDO MARINHEIRO

Resumo

INTRODUÇÃO: Com o aumento da expectativa de vida e o aumento do número de mulheres, a menopausa tornou-se um fenômeno mais comum e mais duradouro. A diminuição da produção hormonal e o cessar do funcionamento do ovário levam a uma série de alterações fisiológicas que comprometem, dentre outras coisas, o desempenho de atividades motoras e provocam modificações psicológicas e sociais que afetam a qualidade de vida e a saúde. Apesar dos benefícios comprovados da prática de atividades físicas regulares para a saúde nesse momento na vida da mulher, no Brasil, pouco se tem pesquisado sobre os desdobramentos na qualidade de vida das mesmas. OBJETIVO: Descrever as características sociodemográficas, aspectos físicos e de treinamento das mulheres envolvidas no estudo e avaliar a associação destas variáveis com as dimensões da qualidade de vida propostas pelo Medical Outcome Study 36-item Short Form Health Surve (SF36). METODOLOGIA: Trata-se de um estudo observacional, descritivo, transversal, onde foram entrevistadas 95 mulheres praticantes de corrida de rua e 53 não praticantes, com idade entre 45 e 60 anos, sem comprometimento relatado de saúde e com ausência de menstruação nos últimos 12 meses. As praticantes apresentaram experiência de pelo menos 3 meses na atividade e frequência semanal de treinamento mínima de 2 vezes. Foi pedido às entrevistadas que indicassem outras mulheres não praticante da atividade, que tivessem perfil semelhante às mesmas, para a participação na pesquisa. Os dados sociodemográficos, antropométricos e os dados relacionados ao treinamento foram obtidos através da aplicação de um questionário semi-estruturado. A qualidade de vida foi avaliada através da aplicação do questionário SF-36, o nível de aptidão física foi avaliado pelo IPAQ. Os dados foram analisados pelo teste U de Mann-Whitney, Qui Quadrado, Kruskal-Wallis e regressão linear multivariada, através do software SPSS, versão 17.0. RESULTADOS: A prática de corrida de rua mostrou forte associação com todas as dimensões da qualidade de vida, exceto Aspectos Emocionais, mostrando resultados significativamente mais altos (p < 0,05) nas corredoras, independente das outras variáveis. CONCLUSÃO: Mulheres na pós-menopausa que praticam corrida de rua, tem uma melhor percepção da vida quando comparadas às não praticantes, independente de seu nível de atividade física.

 

Palavras-chaves: Qualidade de vida, menopausa, climatério, mulher, exercício, corrida, exercício aeróbico, atividade física, promoção de saúde.

lizanka