Estresse

O ESTRESSE, as alterações de humor e a saúde da mulher

13/02/2012

Estresse

O estresse, a angústia, e a tristeza são inimigos quase que silenciosos da saúde da mulher, que tende a não se alimentar corretamente, aumentar de peso, deixar de se exercitar, iniciar ou manter o péssimo habito de fumar…

Porém, nem todas as mulheres que passam por momentos difíceis apresentam critérios para o diagnóstico de um distúrbio de humor verdadeiro. Na maioria das vezes, são apenas fases da vida nas quais precisa-se de calma e apoio para serem superadas. Por exemplo, existem diferentes “ gatilhos”  para o humor deprimido de acordo com a etapa da vida, algo que nos ajuda a rastrear as pacientes que correm maior risco. Na adolescência, fatores como a descoberta da sexualidade e a formação da personalidade podem ser mais importantes no sentido de detonar o distúrbio do humor. Já na idade adulta, o papel das flutuações hormonais no equilíbrio químico do cérebro seria um fatos importante. Logo, gestantes e mulheres no período pós-parto merecem muita atenção. Isso porque as alterações bruscas na taxa de seus hormônios podem desencadear a depressão, por exemplo. A menopausa é outra fase que requer cuidado já que a depressão costuma surgir juntamente com o medo de envelhecer.

A depressão acomete duas vezes mais mulheres do que homens, levando a alterações no sono e à irritabilidade. Reconhecer quando a tristeza sai do limite é fundamental para a saúde cardíaca e a qualidade de vida. Com diagnóstico e tratamento adequados, a maioria das mulheres conseguem superar a doença.

O tratamento ideal combina medicamentos com psicoterapia. A atividade física aeróbica, a meditação, a dança e outras atividades lúdicas, além de alguns alimentos (como queijo e chocolate),claro que moderadamente, devido ao valor calórico aumentado desses alimentos, também auxiliam porque promovem a liberação de endorfinas, proporcionando sensação de bem-estar.

Não esqueça que cuidar da aparência ajuda a melhorar a auto-estima, facilitando a recuperação do quadro.Fazer algo que lhe proporcione e lhe dê prazer, e manter atividades de relaxamento fazem com que a recuperação seja mais rápida e saudável.

Não tenha medo de procurar atendimento especializado quando achar necessário. Depressão e ansiedade são doenças que merecem atenção e cuidado como tantas outras, pois são das de maior prevalência e incidência, questão de saúde pública no mundo hoje em dia!

Preze por sua qualidade de vida!

Phd, Lizanka Marinheiro

Mestre em Endocrinologia -UFRJ

Doutora em  Ciências- Saúde da  Mulher- FIOCRUZ

DoubleU