Com o aumento da expectativa de vida e ao mesmo tempo o crescente aparecimento de doenças crônicas como obesidade, aterosclerose, hipertensão, osteoporose, diabetes e câncer, está havendo uma preocupação maior por parte da população e dos órgãos públicos de saúde com a alimentação.
Hábitos alimentares adequados, como o consumo de alimentos pobres em gorduras saturadas e ricos em fibras presentes em frutas, legumes, verduras e cereais integrais, juntamente com um estilo de vida saudável ( exercícios físicos regulares, ausência de fumo e moderação no álcool), passam a ser peça chave na diminuição do risco de doenças e na promoção de qualidade de vida, desde a infância até o envelhecimento. O papel da alimentação equilibrada na manutenção da saúde tem despertado interesse pela comunidade científica, que tem produzido inúmeros estudos com o intuito de comprovar a atuação de certos alimentos na prevenção de doenças.

CÂNCER DE PRÓSTATA + PROPRIEDADES DA ABÓBORA

As propriedades funcionais da abóbora ganham destaque nos tempos modernos. Utilizada inicialmente pela medicina popular como bom meio diurético e vermífugo (devido ao óleo extraído das sementes), o fruto atualmente é considerado um alimento nutracêutico, pela sua composição em fitonutrientes. Rico em vitamina A e vitaminas do complexo B, minerais com o cálcio, ferro, potássio, fósforo e selênio, além de ácidos graxos ômega 6. Oferece também pigmentos carotenoides, tais como alfacaroteno e o betacaroteno, que agem como antioxidantes lipofílicos. O óleo da semente de abóbora possui propriedades antioxidantes por ser abundante em vitamina E. A vitamina E age como antioxidante, prevenindo a propagação das reações dos radicais livres nas membranas biológicas. Essa propriedade tem levado estudiosos a avaliar a sua habilidade para a prevenção de doenças crônicas especialmente aquelas relacionadas ao estresse oxidativo.
Os fitoquímicos da abóbora foram associados à prevenção do câncer de próstata e destacados para vários estudos em campos de pesquisa relacionados à doença. O câncer de próstata é considerado um dos principais problemas de saúde pública no Brasil já que é o quarto tipo de câncer mais mortal e o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, apresentando altas taxas de incidência e mortalidade. Em todo o mundo, cientistas estão estudando os efeitos de alguns alimentos no combate do câncer de próstata. De um lado, podem estar associadas ao aumento do risco de câncer de próstata dietas muito calóricas e uma alta ingestão de carnes vermelhas, gorduras e leite. De outro lado, os cientistas tem apontado alguns alimentos como benéficos para a prevenção e tratamento dessa doença.

PRÓSTATA + ÓLEO DE ABÓBORA

As propriedades descongestionantes do óleo extraído das sementes de abóbora passaram a ser, nos casos de adenoma da próstata, parte do tratamento, visando o conforto urinário e possíveis alterações na próstata.
Atualmente tem sido considerado um dos melhores produtos naturais para o tratamento e a prevenção de problemas da próstata. Seus componentes graxos e alta concentração de zinco melhoram a tonicidade dos músculos da bexiga, descongestionando a próstata. Graças ao método de extração através de fluido super crítico, consegue-se atualmente obter um óleo de qualidade excepcional. Esse método de extração é ecológico, sem perigo e apresenta todas as garantias de segurança para o consumidor. Esse óleo fornece uma grande quantidade ( 50%) de ácido linoleico, uma das duas gorduras “boas” que o organismo humano não produz.
O poder antioxidante e dos fitoesteróis presentes no óleo de abóbora inibem a inflamação ou o crescimento do tecido prostático ( hiperplasia benigna da próstata), que está na origem de problemas de micção. Foram obtidos excelentes resultados em doentes com alterações da próstata ( homens) ou infecções urinárias ( mulheres) tratados com óleo de abóbora. Pesquisas científicas tem provado que o óleo contido nas sementes de abóbora possui positivos efeitos no tratamento de problemas da vesícula ( congestão e cálculos) e próstata ( hiperplasia).
Na Alemanha, especificamente, mais de 50% dos urologistas utilizam derivados de abóbora na terapêutica dos seus pacientes. Análises químicas e estudos farmacológicos indicam que o óleo extraído das sementes apresenta efeito anti-inflamatório ao interferir na formação de prostaglandinas pró-inflamatórias.
O tratamento desse problema que causa incomodo e tira a qualidade de vida do homem, feito com o óleo de abóbora é uma prática corrente em toda a Europa e tem sido comprovado por vários trabalhos científicos.
De acordo com pesquisas da Universidade Johns Hopkins, homens que ingerem vitamina E, selênio, betacaroteno e licopeno diariamente, presente em cerca de 4 mg de óleo de abóbora ou ¾ de xícara de polpa com semente, apresentam redução de 36% a 75% na incidência da doença.
Na próxima semana, estarei postando receitas e dicas com a abóbora, enriquecendo ainda mais a sua alimentação!!!!!!

Alessandra Scutellaro
Nutricionista clínica