Salada e frango

GUIA DE RESTAURANTES - FAÇA A ESCOLHA CERTA!

19/03/2013

Depois de conhecer as dicas infalíveis para você realizar sua refeição fora de casa sem comprometer a dieta, confira o roteiro de restaurantes mais frequentados e mantenha-se na linha com as novas orientações!!!!

 

ÁRABE

Os pratos típicos desse tipo de restaurante são preparados com várias especiarias e ervas aromáticas e, por isso, levam pouco óleo e sal. Eles garantem outros ponto a favor da dieta: são ricos em fibras vindas dos grãos: trigo, grão de bico e leguminosas como a ervilha e lentilha. Também é comum o cardápio incluir legumes recheados e assados, como abobrinha com carne moída que é bem leve, e pouca fritura ( o kibe é exceção). Até mesmo o carneiro, típico dessa culinária, é assado ou cozido. Todas as outras opções ( tahine, coalhada seca, pasta de grão de bico, arroz com lentilha, quibe assado, charuto de folha de uva, tabule, esfihas, cafta), também são tranquilas, ou seja, não chegam a colocar a dieta em risco, a não ser que você exagere na porção e abuse do pão sírio, que acompanha quase todos os itens do cardápio.

 

JAPONÊS

O Gohan ( arroz usado no recheio do temaki e do sushi) é apontado como um dos riscos do restaurante japonês. Porém, o verdadeiro perigo é o shoyu, que segundo os orientais, deve ser usado com cautela, por ser um molho que contém muito sódio e faz o organismo reter líquido. É melhor optar pelo shoyu light e, mesmo assim, controlar o consumo. Outra armadilha é o molho teriyaki ( shoyu + açúcar), evite e fique atento as opções que levam roll, skin ou crispy no nome. São preparações fritas e mais calóricas. Pelo mesmo motivo, não acrescente o  tempurá ( legumes empanados).  Prefira o sushi e o temaki sem maionese ou cream cheese. E se pedir yakissoba, peça a versão com proteína ( carne ou frango), pois sacia mais.

 

CHINÊS

Assim como a culinária japonesa, a chinesa usa uma boa quantidade de verduras e legumes. Só que os pratos são bem mais calóricos. Isso porque eles são fritos ou refogados com muito óleo. Os molhos também costumam ser gordurosos e, no caso dos agridoces, levam açúcar. Mesmo assim, sobram boas opções para quem está controlando calorias. Nessa lista estão as sopas de vegetais, o chop-suey de frango e legumes ( acelga, broto de bambu, cenoura, brócolis, cogumelo, tofu, couve flor e ervilha) e o frango xadrez ( frango, cebola, pimentão, shoyu e amendoim). Outra opção leve e menos gordurosa é o arroz yakimeshi ( arroz, flocos de ovo, vegetais e presunto) que pode ser acompanhado de carne e brócolis.

 

CHURRASCARIA

A maioria funciona no sistema de rodízio e se você não souber dizer não, corre o risco de comer quase tudo o que passar pela mesa. O segredo é ser seletivo. Aceite apenas as carnes magras ( filet mignon, alcatra, fraldinha), assim como peixe e frango sem pele. Se não resistir à picanha, pegue uma fatia fina e dispense a capa de gordura. E recuse as carnes muito tostadas, o excesso de calor libera nitrosaminas, substâncias tóxicas  associadas ao aparecimento de câncer. Os buffets de saladas são comuns nas churrascarias ,comece a refeição por aí! Ricas em fibras, as folhas e legumes preenchem uma parte do estômago, ajudando você a ficar longe das preparações mais calóricas, como a farofa, batata frita, banana à milanesa, pastel e assim vai. Uma dica? Termine a refeição com abacaxi grelhado, é digestivo e por ser docinho, ajuda você a deixar a sobremesa de lado.

 

MEXICANO

Os tacos são representantes oficiais do cardápio dos restaurantes mexicanos. Feitos de farinha de milho, eles são crocantes e podem ser montados com recheios variados ( feijão, carne, frango) e três tipos de molhos diferentes, que acompanham quase todos os pratos. A salsa picante ( molho de tomate com pimenta), é o molho mais leve, comparado ao sour cream e guacamole ( abacate, cebola e tomate). O chilli ( feijão com carne picante) também é bem conhecido, mas é coberto com queijo derretido, fique atento! Evite os anéis de cebola empanados e tente se controlar diante dos nachos ( triângulos de milho crocantes), outro prato que costuma ser servido com molhos gordurosos e queijo derretido.

 

ITALIANO

As massas simples ( espaguete, fusilli, talharim, penne) devem ser suas escolhas. Melhor ainda se o cardápio oferecer versões integrais. Mas, se estiver pensando em uma opção mais elaborada, priorize aquelas recheadas com ingredientes leves ( abobrinha, ricota com espinafre). E em qualquer uma das alternativas, prefira o molho ao sugo ou à bolonhesa. Feito com leite integral, queijo parmesão, manteiga e creme de leite, o molho branco é muito pesado, podendo ter até 226 calorias em 2 colheres de sopa. Se possível, peça meia porção de massa ( ou divida com alguém) e complete o prato com um gratinado. Combinar proteína com carboidrato sacia mais e engorda menos.

 

 

 

lizanka